Tamanho do texto

Scott Paul Beierle é o nome do atirador, segundo a polícia local. Ele abriu fogo contra alunos de um estúdio de ioga na capital da Flórida e se matou

Tiroteio na Flórida deixou três mortos e cinco pessoas feriadas em um estúdio de ioga. Veja mais detalhes
Reprodução/NBC News
Tiroteio na Flórida deixou três mortos e cinco pessoas feriadas em um estúdio de ioga. Veja mais detalhes

Um homem invadiu um estúdio de ioga na cidade de Tallahassee, capital da Flórida, e abriu fogo contra as pessoas no local na tarde de sexta-feira (2). Segundo informações da agência de notícias "EFE", o tiroteio na Flórida deixou três mortos, entre eles o atirador. 

Leia também: Corpo de jornalista saudita foi desmembrado e dissolvido, diz governo turco

Neste sábado (3), o atirador responsável pelo tiroteio na Flórida foi indentificado pela polícia local como Scott Paul Beierle. Ainda de acordo com um comunidado dos oficiais de Tallahassee, ele tinha 40 anos e foi um dos mortos no tiroteiro. 

A polícia afirma que o homem abriu fogo no estúdio por volta de 17h30 (18h30 no horário de Brasília). Duas mulheres morreram em hospitais locais após serem atingidas pelos disparos de Beierle: Nancyy Van Vessem, de 61 anos, profissional de saúde e professora da Universidade do Estado da Flórida, e Maura Binkley, de 21 anos, estudante da mesma universidade. Também segundo os policiais, o homem cometeu suicídio com um tiro depois do ocorrido. 

Outras quatro pessoas ficaram feridas a bala. Mais uma pessoa também se feriu no tiroteio ao ser golpeada com uma arma. Dessas, duas apresentam condição de saúde estável e três já receberam alta do hospital. 

Leia também: Rússia investiga terrorismo após ataque suicida na sede do serviço de segurança

A polícia de Tallahassee segue as investigações sobre o caso e acredita que o autor dos disparos agiu sozinho. "Toda a evidência indica que se trata de um ato de uma só pessoa", fala Michael DeLeo, chefe da polícia da cidade. Ele também afirma que há "ameaça imediata" na região. 

Luto após tiroteio na Flórida

Prefeito de Tallahassee disse que vai suspender momentaneamente a campanha eleitoral após tiroteio na Flórida
Reprodução/NBC News
Prefeito de Tallahassee disse que vai suspender momentaneamente a campanha eleitoral após tiroteio na Flórida

Os Estados Unidos vivem clima de campanha pela proximidade das eleições legislativas no país, na próxima terça-feira (6). Entretanto, depois do ataque ao estúdio de ioga, o prefeito da capital da Flórida, o democrata Andrew Gillum suspendeu temporariamente a campanha eleitoral. 

Leia também: Atirador abre fogo em sinagoga e deixa mortos nos Estados Unidos

"Nenhum ato de violência armada é aceitável", postou o político em seu perfil oficial no Twitter. Ele estava em Miami e, assim que retornou para a Flórida, foi ao hospital visitar os feriados no ataque. 

Gillum também destacou a "rápida resposta" das forças de segurança da cidade depois do tiroteio na Flórida

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.