Tamanho do texto

Templo em Pittsburgh foi invadido por um homem hoje cedo, durante celebração, causando pânico e correria; atirador foi detido pela polícia

Atirador em sinagoga nos EUA entrou no local de culto religioso e, segundo testemunhas, gritou pela morte dos judeus
Reprodução/Twitter
Atirador em sinagoga nos EUA entrou no local de culto religioso e, segundo testemunhas, gritou pela morte dos judeus

A polícia dos Estados Unidos foi convocada com urgência, na manhã deste sábado (27), à sinagoga Tree of Life Congregation, localizada em Pittsburgh, no estado da Pensilvânia. Isso porque um homem abriu fogo dentro do templo, durante uma celebração. Segundo a CNN, o atirador em sinagoga nos EUA deixou pelo menos dez mortos e vários feridos. 

Leia também: FBI encontra 8º pacote suspeito de bomba e Trump culpa a mídia por violência

De acordo com as primeiras informações, "vários mortos" haviam sido registrados. O atirador em sinagoga nos EUA entrou no local de culto religioso e, segundo testemunhas, gritou que “todos os judeus devem morrer”.

Nas redes sociais, usuários postaram imagens e vídeos sobre o intenso policiamento no local no bairro de Squirrel Hill. Depois de atingir vários fiéis, o atirador ainda protagonizou um tiroteio nos EUA com a polícia, deixando dois agentes feridos.

Leia também: Pacotes-bomba contra oposição de Trump foram enviados da Flórida, diz jornal

O ataque aconteceu na sinagoga chamada Árvore da Vida, uma congregação judaica conservadora, de acordo com o site do local. Ela é localizada em um bairro histórico e judeu. Além disso, em todos os sábados, às 9h45, o local promove um evento aos fiéis, o que deixa o local costumamente cheio.

Durante a apuração do caso, o sargento da polícia local, Jason Lando, recomendou cautela. "É imperativo que os vizinhos da comunidade que cercam a sinagoga da Árvore da Vida permaneçam em suas casas e se abriguem", disse à CNN . "Não saia da sua casa por enquanto. Não é seguro", continuou. 

Leia também: Suspeito por pacotes-bomba nos Estados Unidos é preso na Flórida

Mais tarde, porém, o atirador em sigagoga nos EUA foi detido pela polícia local. Não ficou claro – e nem a polícia detalhou em momento algum – como foi feita a prisão do autor do ataque e nem mesmo qual a sua identidade. Porém, sabe-se que a prisão ocorreu após a troca de tiros intensa e direta com a polícia dos Estados Unidos.

* Com informações da Agência Ansa.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.