undefined
Reprodução/Facebook (Barack Obama)
"Ele nos fez presidentes melhores, assim como melhorou o Senado, assim como melhorou este país", disse Obama sobre John McCain, seu ex-rival nas eleições presidenciais de 2008

O ex-presidente norte-americano Barack Obama compareceu neste sábado (1º) à Catedral Nacional de Washington para prestar uma homenagem ao ex-senador republicano John McCain, que morreu de câncer cerebral, aos 81 anos, na semana passada.

Leia também: Em carta de despedida, senador John McCain faz críticas veladas a Trump

De acordo com Obama, tanto ele quanto o ex-presidente George W. Bush tiveram "a sorte" de competir contra John McCain para chegar à Casa Branca, o que fez deles "presidentes melhores".

"Ele nos fez presidentes melhores, assim como melhorou o Senado, assim como melhorou este país", disse Obama sobre o ex-rival nas eleições presidenciais de 2008.

O ex-presidente ainda destacou a capacidade de McCain para colocar os interesses dos Estados Unidos acima de tudo, mas sem "tratar ninguém de forma diferente, seja por raça, sexo ou religião".

Barack Obama  também lembrou o sentido de serviço e dever de John McCain. "Uma verdade que ele havia vivido e pela qual estava disposto a morrer", comentou, fazendo referência à carreira política que o republicano desempenhou durante décadas no Congresso depois de ter sido mantido como prisioneiro durante cinco anos na Guerra do Vietnã.

Leia também: Obama mostrou que o exemplo tem que vir de cima

"Nossa política, a vida pública, o discurso público pode parecer pequeno, mesquinho e desagradável. Uma troca de insultos e falsas controvérsias. John nos fez ser maiores que tudo isso", completou Obama.

O democrata ainda fez menção ao episódio em que McCain o defendeu de críticas durante a campanha de 2008, mesmo sendo seu concorrente. "Ele se viu defendendo o caráter dos EUA, não apenas o meu", disse.

A morte de John McCain

undefined
Reprodução/Facebook (John McCain)
John McCain morreu aos 81 anos há uma semana, em seu rancho em Cornville, no estado do Arizona, após dura batalha contra um câncer cerebral

O senador morreu aos 81 anos há uma semana, em seu rancho em Cornville, no estado do Arizona, após dura batalha contra um câncer cerebral. Depois de muitas homenagens, seu corpo será enterrado neste domingo (2) na Academia Naval de Annapolis, no estado de Maryland.

Leia também: Morre John McCain, senador e ex-candidato à Presidência dos Estados Unidos

Em carta, John McCain , que mantinha divergências com Donald Trump, pediu enfaticamente que o atual presidente norte-americano não fosse convidado para seu funeral.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários