Mourão reconhece que dados sobre desmatamento na Amazônia
Reprodução: iG Minas Gerais
Mourão reconhece que dados sobre desmatamento na Amazônia "não são bons"

vice-presidente Hamilton Mourão afirmou neste sexta-feira (19) que o governo ainda está "analisando" os dados que indicam o pior desmatamento na Amazônia Legal em 15 anos para "ver qual é a realidade desse troço".

Na quinta-feira, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou que a área desmatada na Amazônia Legal no período 2020/2021 foi de 13.235 km², um aumento de 22% em relação ao período anterior.

Mourão é o presidente do Conselho da Amazônia, órgão interministerial que coordenada política para a região. Ele vinha dizendo que havia um expectativa que os dados apresentassem uma redução de 5% no desmatamento, que mesmo assim não seria o suficiente. Agora, ele atribuiu o crescimento a uma revisão nos números do período anterior.

"O que aconteceu foi o seguinte, o dado que eu tinha eram os números do Deter. Os números do Deter, a nossa projeção era que eles ficassem 5% abaixo do ano anterior. O que que aconteceu? O Inpe fez uma revisão do ano anterior, se vocês olharem, diminuiu né. E esse aumentou. Então, não sei se ano que vem pode dar uma reduzida nesse também. Então nós estamos analisando isso aí ainda pra ver qual é a realidade desse troço", disse o vice-presidente, ao deixar o Palácio do Planalto.

Leia Também

O Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) tem finalidade de emitir alertas para auxiliar na fiscalização. Já o Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes) consolida posteriormente os dados, analisando o desmatamento ocorrido entre agosto de um ano a julho do ano seguinte. Os números divulgados na quinta-feira foram do Prodes, que é mais preciso.

Mourão reconheceu que os dados "não são bons", mas ressaltou que apenas que a área desmatada corresponde a 0,23% da Amazônia.


"Agora, sem desfazer dos números, obviamente, os números não são bons, a gente tem que olhar o tamanho da Amazônia. Vamos dizer que a Amazônia legal ela tem cinco milhões de quilômetros quadrados. Então nós tivemos 13 mil quilômetros de desmatamento, mas isso dá 0,23% da Amazônia que teria sido desmatado, independente do valor absoluto que está colocado."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários