Enem para presidiários registra aumento de 36% no número de inscritos em São Paulo
Reprodução
Enem para presidiários registra aumento de 36% no número de inscritos em São Paulo

estado de São Paulo registrou um aumento de 36% no número de detentos inscritos no Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL). Em sua última edição, realizada em 2020, foram 12.778 presidiários que aplicaram para o exame. Para a edição deste ano - realizada nos dias 09 e 16 de janeiro - o número saltou para 17.380 detentos. As informações são da jornalista Mônica Bergamo.

O exame permite que os detentos tenham acesso ao ensino superior através de programas de incentivo a educação, como o Sisu, o Prouni e o Fies.


Segundo o Inep, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira e órgão do governo federal, a dificuldade do exame para pessoas privadas de liberdade possui o mesmo grau de dificuldade da prova aplicada de maneira regular.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários