Tamanho do texto

Projeto de lei foi proposto nesta terça-feira (4) na Câmara Municipal e seria destinado apenas àqueles estudantes que forem considerados infratores

Estudantes desligaram as luzes da escola e deram golpes com machado nos vidros e mesas das salas
Divulgação/PMPR
Texto propõe que alunos façam manutenção e restauração das escolas sempre que danificarem as instituições públicas

Um projeto de lei, que foi apresentado nesta terça-feira (4) na Câmara Municipal de São Paulo, determina que alunos infratores – e seus pais ou responsáveis – sejam obrigados a participar das reformas e dos serviços de manutenção focados na reparação de escolas e objetos danificados. A ideia é que os alunos entendam a punição também como uma maneira de reintegração à  comunidade escolar. 

Leia também: Alunos são suspensos após jogar carteiras e livros em professora em SP; assista

O texto diz que os alunos devem participar de atividades de manutenção e restauração dentro da escola, tais como pintar paredes e limpar salas de aula, sempre que danificarem, de qualquer maneira, as instituições públicas de ensino. Os pais dos alunos infratores também são convidados a participar das ações e dos reparos nas  escolas .

Leia também: Professora atacada por alunos em Carapicuíba teve surto seguido de convulsões

A proposta veio do vereador Gilberto Nascimento (PSC-SP), que, ao apresentar o projeto de lei, defendeu que sua proposta vai além de ações punitivas. Afinal, se aprovado o projeto, a lei vai prever palestras, conversas e outras medidas educativas com os alunos , a fim de conscientizá- los da importância dos professores e da educação. 

Leia também: Do medo à autocensura: sintomas evidenciam que Escola Sem Partido se fez 'lei'

Nascimento também explicou que os pais e os responsáveis pelos jovens infratores estariam incluídos na reparação de danos também para participarem da educação dos filhos e entenderem como funciona o ambiente dentro das escolas . O vereador disse ainda que busca melhorar o projeto com audiências públicas e reuniões com professores.