Aline Macedo
Reprodução
Aline Macedo

Caíram as duas medidas cautelares que impediam o pastor Everaldo de exercer função partidária no PSC. Com isso, o presidente nacional do partido que elegeu Witzel em 2018 retomou nesta quarta-feira (20) a sua função dentro da legenda.

Investigado em três processos, a única restrição que ainda pesa sobre Pastor Everaldo é a impossibilidade de deixar o país. Por ter sido alvo da Operação Tris in Idem, que investigou a corrupção na Saúde do estado e também culminou na cassação do ex-governador Witzel, ele permaneceu quase dois anos afastado da presidência do partido. Mas a sua presença já está confirmada para a próxima reunião nacional do PSC, em Brasília, na próxima quarta-feira (27).

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários