Aline Macedo
Divulgação
Aline Macedo

No dia de combate ao tabagismo (31/05), a Sociedade de Pneumologia do Rio de Janeiro (Sopterj) já escolheu o foco — os cigarros eletrônicos. A entidade de classe luta para barrar a liberação do novo veículo para o consumo de tabaco, que agora tem como alvo o público mais jovem.

Para frear a regulamentação dos cigarros eletrônicos pela Anvisa, em abril deste ano a Fiocruz elaborou um manifesto que foi assinado por entidades como a Associação Médica Brasileira e a própria Sopterj.

Segundo Alessandra Costa —a Coordenadora da Comissão de Tabagismo da entidade — os usuários de cigarros eletrônicos têm seis vezes mais chances de experimentar cigarros convencionais, e quatro vezes mais chances de se tornarem dependentes deles. Nos países que regulamentaram a tecnologia, já foi percebido o aumento de doenças cardiovasculares na faixa abaixo de 50 anos e maior risco de AVC entre jovens.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários