Aline Macedo
Reprodução
Aline Macedo

Nesta quarta-feira (04), o Palácio Pedro Ernesto recebeu a certificação do Instituto Lixo Zero Brasil pela destinação adequada dos resíduos produzidos no prédio histórico — que passaram a ser destinados para reciclagem ou compostagem. Assim, foi concedido ao Palácio o prestígio de se tornar o primeiro prédio público brasileiro a receber o certificado.

O projeto está em andamento desde junho do ano passado, quando o presidente da Casa, Carlo Caiado (sem partido), fechou um compromisso com o Instituto. Ele implementou a instalação de separadores de resíduos e a realização de campanhas e capacitações junto aos funcionários. Quando a auditoria constatou que 91% dos resíduos produzidos no prédio efetivamente tinham sido destinados para reaproveitamento, foi garantida a certificação.

Caiado reiterou: "Isso nos deixa muito felizes por cumprir esse compromisso em defesa do meio ambiente, da nossa cidade. Essa Casa tem que demonstrar que está fazendo sua parte e que a educação ambiental é fundamental".

Entre no canal do Último Segundo no Telegram  e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários