Obras paradas na futura Estação Gávea
Reprodução
Obras paradas na futura Estação Gávea

Paralisadas desde 2015, as obras da Estação Gávea do Metrô, na Zona Sul do Rio de Janeiro, voltam à discussão. O presidente da Câmara Municipal, vereador Carlo Caiado, reativou a Frente Parlamentar em Defesa da Continuidade das Obras da Linha 4 do Metrô.  A ideia é que a solução venha dos recursos oriundos do leilão da Cedae.

Caiado já pediu uma conversa com o governador Cláudio Castro para tratar do tema. Recentemente, Castro recebeu também da Firjan um documento em que a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro sugere 22 obras de infraestrutura com objetivo de retomar a economia fluminense. Uma delas é a finalização da linha 4 do metrô.

Desde janeiro de 2018, a estação está inundada com 36 milhões de litros de água. A medida foi tomada na época seguindo orientações de laudo técnico para evitar riscos à estrutura de prédios vizinhos, incluindo a PUC-Rio. Quando foi projetada, estavam previstos que 19 mil passageiros passariam pela estação Gávea diariamente.

VIZINHOS PREOCUPADOS

Moradores da Gávea temem pela obra parada. Em setembro de 2019, um estudo realizado pela PUC-Rio apontou riscos estruturais na estação. “É um desejo permanente dos moradores. Sabemos da eminência de ruptura em qualquer área das escavações. É alarmante, pois temos a possibilidade concreta de desabamento de edifícios próximos ao local, além de outros desdobramentos que põem vidas em risco", explica Carlos Affonso, presidente da Associação de Moradores da Rua Embaixador Carlos Taylor – AMECAT, na Gávea.

Você viu?

Aeroportos do Rio

Senador Carlos Portinho (PL) entrou com requerimento solicitando ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para que sejam prestadas informações sobre aeroportos Santos Dumont e Antônio Carlos Jobim, no Rio, a respeito da concessão dos mesmos e impactos para o estado.

Senador chama atenção para possibilidade de concorrência predatória entre os dois aeroportos e lembra que no Rio o Galeão tem vocação para ser o grande concentrador de tráfego aéreo, inclusive com volumosos investimentos realizados nos últimos anos.


Transporte intermunicipal

Dez mil taxistas do estado do Rio serão beneficiados pela liberação do transporte intermunicipal para categoria. Nova lei, que surge como incentivo para o setor de transportes, fortemente impactado pela pandemia, decorre da articulação do Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Rio de Janeiro (OCB/RJ) com deputados e autoridades. O estado do Rio conta com 48 cooperativas de táxi regulamentadas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários