Policiais atiraram 125 vezes contra Lázaro
Reprodução: iG Minas Gerais
Policiais atiraram 125 vezes contra Lázaro

Policiais que estavam no confronto que matou o criminoso Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, nesta segunda-feira (28) , disseram ter disparado 125 vezes contra o serial killer em Águas Lindas (GO). 

Segundo o portal Metrópoles, policiais de Goiás relataram que avistaram durante a madrugada um homem que adentrou na mata e, mesmo com o cerco montado, conseguiu transpor o rio. Já com o dia claro, Lázaro foi visto rio abaixo.

As equipes teriam se deslocado por cerca de 5 quilômetros abaixo da região de onde ele teria sido visto e se dividiram para subir o rio. Até que um dos grupos viu um homem saindo correndo do rio para se esconder de um helicóptero que sobrevoava o local. 

“Nesse momento, abriu-se um leque de progressão, sendo que quase que de imediato, já nos vimos alvos de diversos disparos de arma de fogo, a princípio sem saber precisar de onde vinham. Após nos abrigarmos, foi possível identificar que de dentro de uma espécie de arbusto bem fechado, era de onde vinham os disparos, incessantemente”, diz o relato dos policiais.

De acordo com os policiais, o grupo deu oportunidade para Lázaro se entregar. No entanto, os disparos não pararam. "Não se teve outra alternativa que não o revide armado. Foi uma intensa troca de tiros, devido à dificuldade de ver com precisão onde estava o indivíduo dentro do arbusto”, disseram.

Quando os disparos cessaram, os policiais contam ter se aproximado com cautela até que encontraram o homem com uma mochila . “Ao nos aproximar mais, vimos duas armas de fogo, uma do tipo pistola, que parou aberta com todas as munições deflagradas, e um revólver calibre .38 com 6 munições deflagradas”, explicaram.

Segundo a polícia, o socorro foi imediatamente acionado. Lázaro Barbosa foi morto com pelo menos 38 disparos. A informação foi dada pelo secretário de Saúde do município, Rui Borges. “Quando ele chegou [ao hospital], já estava sem vida. Nós contamos 38 marcas de tiro. É um cálculo aproximado ainda”, ponderou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários