Tamanho do texto

Biólogos acreditam que animal foi arrastado para o meio da mata através das macromarés comuns no Norte; baleia tinha oito metros de comprimento

Baleia Jubarte foi arrastada por macromaré até área de mata no Pará
Reprodução Belém Notícias
Baleia Jubarte foi arrastada por macromaré até área de mata no Pará


surgimento de uma baleia jubarte em meio a uma área de mata surpreendeu os moradores da cidade de Soure, situada na Ilha de Marajó, no Pará. O enorme mamífero foi encontrado morto na tarde da última sexta-feira (22) e a própria Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) tinha dúvidas sobre como o animal foi parar em uma área sem água.

Leia também: Banheiros químicos 'viram barcos' em enchente no Beco do Batman, em SP; assista

Acostumada em conservação socioambiental, a organização não governamental Bicho D’Água mobilizou voluntários para ara realizar a necrópsia e estudos devidos no próprio local para levantar a causa da morte do animal tão raro por esta região. A conclusão foi de que a baleia jubarte foi trazia por uma macromaré, comum na costa norte do Brasil.

Leia também: Enquanto SP vive caos por alagamentos, Austrália flagra crocodilos em enchentes

Visualizar esta foto no Instagram.

A baleia jubarte encalhada em Soure, ilha de Marajó, era um filhote de cerca de um ano de idade e 8 m de comprimento. A carcaça foi encontrada a mais ou menos 15 m da praia. Devido às macromarés, comuns na Costa Norte do Brasil, é totalmente compreensível que uma carcaça vá parar dentro do manguezal. Não é um animal adulto, nem tão grande como parece nas imagens. #bichodagua #biodiversidade #amazonia #icmbio #resexsoure #biodiversidade #biodiversity #ong #amazonia #amazonforest #amazonriver #humpback #humpbackwhale #baleiajubarte #preserveanatureza #bichodagua #icmbio #semmasoure #activism #ativismo #planeteatrh #planetaterra #savethewhales #salveasbaleias #rainforests #marinemammals #mamiferosaquaticos

Uma publicação compartilhada por Bicho D'água (@bicho_dagua) em





Segundo a prefeitura, a maré alta está acima da média no atual período, o que já provocou estragos em praias e em vilas de pescadores nos últimos dias. Em Soure, a chamada "super-maré" destruiu parte da ponte da Barravelha, causou prejuízos na Vila do Pesqueiro e em localidades próximas ao rio e até mesmo levou à morte de outra  baleia jubarte  , que encalhou na própria praia do Araruna. A administração da cidade prometeu realizar reparos assim que a maré perder força.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas