Atualmente, PMSP conta com três mil câmeras. Objeitvo é ter 10 mil
Divulgação/PMSP
Atualmente, PMSP conta com três mil câmeras. Objeitvo é ter 10 mil

Três mil câmeras corporais estão sendo utilizadas, atualmente, pela Polícia Militar de São Paulo (PMSP), acopladas aos uniformes dos agentes. Objetivo do novo equipamento é  obter imagens em tempo real da ação de suspeitos e bandidos, que podem ser utilizadas como provas na Justiça, caso necessário, e também para  inibir excessos e comportamento abusivo dos agentes. 

O uso de câmeras começou no ano passado em São Paulo . O novo sistema tem tecnologia para acionamento remoto, localização imediata por GPS, gravação ininterrupta do turno de serviço, com armazenamento do conteúdo em nuvem e transmissão das imagens em tempo real para centrais específicas, como o Centro de Operações da PM ( COPOM ) - garantindo o acompanhamento instantâneo das ações policiais em diferentes regiões e a sincronização dos fatos com as evidências gravadas.

Com capacidade para captar som e imagem, os equipamentos contribuem com a produção de provas judiciais nas atividades policiais. Paralelamente, as imagens também têm a função de garantir os direitos individuais dos cidadãos e preservar a atuação dos policiais, garantindo mais transparência e legitimidade às ações.

“É a mais moderna e atual tecnologia do mundo disponível aqui para a Polícia Militar do Estado de São Paulo, que vai permitir o acompanhamento instantâneo das ações dos policiais em qualquer região do Estado. Com isso, melhoramos a qualidade do atendimento das ações de pronta resposta da polícia, garantindo transparência, maior proteção à população e também a convicção de que estaremos, com isso, atendendo a maioria expressiva dos bons policiais que estarão utilizando as suas câmeras corporais para defender vidas”, afirmou o governador João Doria  (PSDB) no final do ano passado sobre o uso das câmeras.

No final do ano passado, o Governo do Estado de São Paulo divulgou que contrataria sete mil câmeras até janeiro de 2021. Em nota a Polícia Militar "informa que a licitação para 7 mil câmeras está em curso, dentro dos prazos legais. Vencidas todas as etapas será divulgado o resultado".

Policiais militares de São Paulo usando câmeras nos uniformes
Divulgação/PMSP
Policiais militares de São Paulo usando câmeras nos uniformes

Como funciona
As câmeras portáteis são acopladas aos uniformes dos PMs e passam a gravar automaticamente todas as atividades durante o turno de serviço: abordagens, fiscalizações, buscas, varreduras, acidentes e demais interações com o público. Os dados são transmitidos em tempo real por meio de live streaming e armazenados em nuvem para serem acessados remotamente por autoridades de segurança e judiciais sempre que necessário.

O recurso do posicionamento global por satélite ( GPS ) é mais um ganho que o equipamento oferece à corporação, tanto para a produção de provas, uma vez que agiliza a sincronização das evidências com os fatos, como para a segurança dos policiais. Com o equipamento acoplado ao corpo, o policial pode ter sua posição facilmente rastreada e informada com exatidão aos demais colegas em serviço, para caso precise de apoio.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários