Registro do policiamento de Copacabana, no réveillon 2022
Rafael Nascimento de Souza
Registro do policiamento de Copacabana, no réveillon 2022


Os dois homens que foram levados para hospitais municipais do Rio de Janeiro após serem esfaqueados no réveillon de Copacabana já receberam alta. A liberação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde da capital fluminense na manhã deste sábado (1º).


Horas antes, a pasta informou que  os dois estavam em estado grave e haviam sido encaminhados para atendimento nos hospitais Souza Aguiar, no Centro, e Miguel Couto, na Gávea.


Além deles, outras duas pessoas foram esfaqueadas durante a noite, mas tiveram apenas ferimentos leves. Segundo o jornal O Globo, as vítimas são um jovem ferido após defender a mãe que foi vítima de assalto - ele sofreu cortes leves e dispensou atendimento - e uma mulher colombiana, atingida no rosto por criminosos que fizeram um arrastão na praia.

Leia Também


Quanto aos casos mais graves, o secretário municipal de Ordem Pública, Brenno Carnevale, disse que um dos feridos se envolveu em uma briga. Apesar disso, o gestor avaliou o saldo da celebração como positivo.


De acordo com o portal Extra, o balanço divulgado pela prefeitura indica que 111 pessoas foram atendidas nos três postos médicos disponíveis das 17h30 do dia 31 às 3h30 do dia 1º. A maioria apresentou pequenos traumas ou passou mal em decorrência do excesso de bebidas alcoólicas. Onze pacientes, entre eles os dois homens esfaqueados, foram diagnosticados com quadros mais graves e precisaram ser transferidos para unidades de saúde da rede.



Além disso, pelo menos sete pessoas foram presas e dois adolescentes, apreendidos. A polícia apreendeu ainda uma arma de fogo e 8,87 gramas de maconha.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários