Jeorgia Karolina e Maycon Milagres foram denunciados pela morte do filho
Redes Sociais - 03.07.2022
Jeorgia Karolina e Maycon Milagres foram denunciados pela morte do filho

A vendedora Jeorgia Karolina Teixeira da Silva e o porteiro Maycon Milagre da Cruz foram denunciados pelo Ministério Público do Espírito Santo, nesta terça-feira, por homicídio qualificado e estupro de vulnerável do próprio filho deles. O menino Jorge Teixeira da Silva, de apenas 2 anos, foi morto na madrugada de 5 de julho, em Vila Velha. O casal foi preso no dia seguinte e permanece na cadeia.

De acordo com a denúncia do MP, a criança teve o reto perfurado e apresentava lesões no ânus produzidas "nos dias imediatamente anteriores à morte, na residência da vítima e dos denunciados, mediante tortura e atos libidinosos — por eles praticados ou com sua ciência, e até mesmo anuência". O documento frisa que, como pais, Jeorgia e Cruz tinham "a obrigação de cuidado, proteção e vigilância".

A denúncia apontou ainda que não foi possível determinar qual a participação de Jeorgia e Cruz no assassinato, uma vez que não houve testemunhas do crime e que o pai se recusou a fornecer DNA para comparar com o material coletado no corpo de Jorge. Mas destacou que "Maycon e Jeorgia, com suas ações e omissões, assumiram o risco de ocorrência do resultado, vez que poderiam e deveriam ter agido para evitar a morte do filho".

O MP afirmou ainda que o crime foi cometido com uso de tortura porque "além das diversas lesões térmicas em seu corpo (pelo menos oito), a vítima, de apenas 2 anos, apresentava equimose no abdômen e na cabeça e teve introduzido instrumento contundente no canal anal, provocando múltiplas lacerações o que certamente lhe causou sofrimento".

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários