Bolsonaro alfinetou o ex-presidente Lula
Antonio Cruz/Agência Brasil
Bolsonaro alfinetou o ex-presidente Lula

Nesta segunda-feira (1°), o presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que não sabe o que são “fake news”. Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, ele aproveitou para alfinetar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), seu principal adversário nas eleições deste ano.

“Eu não sei o que é fake news. Quem vai decidir o que é fake news? O pessoal diz que a facada em mim [não] foi facada. Quem diz isso está cometendo fake news ou não?”, disse o governante.

Durante o bate-papo, Bolsonaro cutucou Lula, dizendo que o ex-presidente estaria mentindo ao declarar que foi absolvido. “Fake news. Foram anuladas as condenações dele. Não era para ser julgado em Curitiba”, destacou.

O petista foi condenado em 1ª e 2ª Instâncias no caso do tríplex do Guarujá, sendo impedido de disputar as eleições de 2018 com base na Lei da Ficha Limpa. A condenação em primeira instância foi dada pelo ex-juiz Sergio Moro.

Na ocasião, muitos políticos disseram que Moro perseguia figuras públicas, tendo Lula como seu maior alvo. O então juiz sempre negou.

Sergio foi ainda mais criticado depois de ter aceitado o convite de Bolsonaro, eleito na eleição em que o petista foi barrado, para ocupar o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública. Ele ocupou a função de janeiro de 2019 até abril do ano seguinte.

Em 2021, o Supremo Tribunal Federal anulou as condenações contra o ex-presidente , permitindo que Lula ficasse novamente elegível. Moro ainda foi considerado parcial nos julgamentos. Tudo isso ocorreu após uma série de reportagens, intitulada de Vaza Jato, publicada pelo site The Intercept Brasil, onde mostrou a colaboração do então juiz com os procuradores que faziam as acusações da Lava Jato.

Lula agora é candidato à presidência da República e tem chances de vencer no primeiro turno, conforme revelou a última pesquisa Datafolha. Já Bolsonaro aparece em segundo lugar. Moro se colocou como pré-candidato para presidente, mas deixou a disputa para concorrer ao Senado pelo Paraná.


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários