Funcionários da Funai entram em greve por reforço da segurança
Reprodução / Twitter Tom Phillips - 13.06.2022
Funcionários da Funai entram em greve por reforço da segurança

Funcionários da Fundação Nacional do Índio (Funai) entraram em greve, nesta terça-feira (14) para exigir reforço da segurança em regiões remotas da Amazônia. A decisão foi tomada em assembleia realizada ontem e deve durar 24 horas.

Os funcionários pedem que o presidente da Funai, delegado Marcelo Xavier, retire declarações que fez contra o indigenista Bruno Pereira, que está desaparecido na Amazônia. Ele foi visto pela última vez na região do Vale do Javari (AM), acompanhado do jornalista britânico Dom Phillips.

Na ocasião, Xavier disse, em nota, que Pereira não tinha autorização para entrar em terras indígenas. O indigenista, porém, pediu autorização à Coordenação Regional da Funai e seguiu todos os protocolos.

Os grevistas demandam que o delegado se retrate publicamente “pela difamação e pelas inverdades presentes em suas declarações públicas acerca do caso de desaparecimento de Bruno Pereira e Dom Phillips”. A retratação “deve admitir os equívocos de falsas argumentações sem nenhum embasamento legal dentro da política indigenista brasileira”, escreveram em nota.

Além da retratação, também pedem segurança aos profissionais que atuam em bases remotas no Vale do Javari.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários