O presidente Jair Bolsonaro na IX Cúpula das Américas, em Los Angeles.
Reprodução/Itamaraty Brasil - 10.06.2022
O presidente Jair Bolsonaro na IX Cúpula das Américas, em Los Angeles.

O presidente  Jair Bolsonaro (PL) discursou nesta sexta-feira (10) durante a sessão plenária da 9ª Cúpula das Américas, em Los Angeles.

Durante o discurso, o presidente enfatizou que a Cúpula das Américas é uma oportunidade para tratar os desafios do pós-pandemia, do desenvolvimento sustentável, da transição energética, bem como da democracia e dos direitos humanos.

"Estamos atentos aos problemas econômicos que afetam o mundo, como inflação e o desemprego. E, principalmente, ao bem mais precioso para o ser humano, a sua liberdade, aí incluídos a liberdade de expressão, de trabalho e de culto religioso", afirmou Bolsonaro.

Segundo ele, "o Brasil se engajou fortemente no processo negociador das declarações a serem discutidas e aprovadas na cúpula.

Citando números questionáveis, Bolsonaro disse que o Brasil alimenta um bilhão de pessoas e garante a segurança alimentar de 1/6 da população mundial, defendendo que "sem o agronegócio do país parte do mundo passaria fome".

"O Brasil não apenas evitou uma crise alimentar ao garantir acesso a fertilizantes, mas também desempenhou um papel de liderança na busca de soluções internacionais em favor da segurança alimentar", acrescentou.


Além disso, Bolsonaro defendeu que a nação é uma das que mais preserva o meio ambiente e suas florestas, além de ter a matriz energética mais limpa e diversificada do mundo".

De acordo com o líder brasileiro, "somos uma potência agrícola sustentável e não necessitamos da região Amazônica para expandir nosso agronegócio".

Desaparecimento na Amazônia

O chefe executivo brasileiro também comentou sobre o papel do governo nas buscas pelo jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista brasileiro Bruno Pereira, desaparecidos desde o último domingo (5) na Amazônia.

A declaração é dada no momento em que o governo brasileiro tem sido alvo de pressão internacional para intensificar a operação para encontrar Phillips e Pereira. Hoje, inclusive, o Alto Comissário da Organização das Nações Unidas (ONU) para os Direitos Humanos cobrou mais esforços.

"Desde o último domingo, quando tivemos informação que dois cidadãos - um britânico, Dom Phillips, e um brasileiro, Bruno Araújo - desapareceram na região do Vale do Javari, desde o primeiro momento, naquele mesmo domingo, nossas Forças Armadas e a Polícia Federal têm se destacado na busca incansável da localização dessas pessoas. Pedimos a Deus que sejam encontrados com vida", disse Bolsonaro.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários