Vista aérea mostra deslizamentos de terra causados por fortes chuvas na comunidade Jardim Monte Verde, em Recife
Diego Nigro/Prefeitura do Recife/Divulgação - 30.05.2022
Vista aérea mostra deslizamentos de terra causados por fortes chuvas na comunidade Jardim Monte Verde, em Recife

A prefeitura de Recife confirmou ao GLOBO que só acionou o plano de contingência aos estragos causados pelas chuvas intensas na região na sexta-feira (27), dois dias após o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) ter emitido um boletim geo-hidrológico que alertava para o "risco alto" de deslizamentos na região metropolitana da capital pernambucana. O Cemaden, órgão de responsabilidade do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, divulgou o aviso na quarta-feira (25).

Em nota, a Defesa Civil do Recife informou que toma como referência os alertas emitidos pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), órgão competente para as previsões de tempo e temperatura no Estado de Pernambuco e integrante do sistema nacional de meteorologia. O comunicado foi emitido pela instituição no final da manhã de sexta-feira.

Nas redes sociais, o prefeito João Campos (PSB) publicou um vídeo sobre o alerta da Apac na própria sexta-feira, poucas horas antes da tragédia.

Ainda de acordo com a prefeitura, a Defesa Civil agiu imediatamente após a Apac emitir o alerta, com a convocação de mais de 3 mil servidores municipais para atuarem em regime de plantão; o envio de alerta, via SMS, para mais de 32 mil famílias que moram em áreas de risco; e com orientação e visitas ainda na sexta às pessoas que moram em áreas de risco. O município ressaltou ainda que disponibilizou vagas nos abrigos Irmã Dulce e Emergencial para acolher os moradores que desejassem se proteger.

O governo de Pernambuco confirmou a morte de 91 pessoas e o desaparecimento de outras 26 em decorrência dos estragos causados pelas fortes chuvas que atingem o estado desde a última quarta-feira. O número de desaparecidos subiu para 5 mil. Em entrevista coletiva no domingo, o governador do estado, Paulo Câmara (PSB) informou que, ao todo, 14 municípios decretaram situação de emergência: Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Goiana, Jaboatão dos Guararapes, Macaparana, Moreno, Nazaré, Olinda, Paudalho, Paulista, Recife, São José da Coroa Grande, São Vicente Ferrer e Timbauba.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários