Professor descreve ação com spray de pimenta em viatura para alunos de um curso
Reprodução
Professor descreve ação com spray de pimenta em viatura para alunos de um curso

O vídeo de uma aula de curso preparatório para carreiras militares mostra um professor descrevendo, entre sorrisos, a aplicação de spray de pimenta em uma pessoa presa no porta-malas da viatura.

Este método foi utilizado nesta quarta-feira (27) contra Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Sergipe e resultou na morte do detido.

Nas imagens, que circulam nas redes sociais, o professor Ronaldo Bandeira conta sobre um episódio no qual um preso está dentro do bagageiro da viatura enquanto os agentes registram a ocorrência.



"O que que o polícia faz? Abre um pouquinho, pega o spray de pimenta e... [simula o barulho do aerosol]", afirmou Bandeira.

Em seguida, o professor sorri e acrescenta: "Foda-se, é bom para caralho, a pessoa fica mansinha", disse. "Aí daqui a pouco só escuto assim: Eu vou morrer, eu vou morrer, aí fiquei com pena. Eu abri assim e falei: tortura! Sacanagem, fiz isso não", disse.


A administração do cursinho coordenado por Bandeira disse ao O GLOBO que o vídeo foi filmado em 2016, tem mais de 3 horas de duração e foi tirado de contexto. A aula, segundo o cursinho, era sobre a Lei Penal 9.455, que trata do crime de tortura.

Procurado por O GLOBO, Bandeira disse que vai emitir uma nota oficial.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários