Alpinista subiu pico no Paraná e foi surpreendido com baixas temperaturas
Reprodução 20/05/2022
Alpinista subiu pico no Paraná e foi surpreendido com baixas temperaturas

O alpinista Jhoni Siclei e outros três amigos foram surpreendidos ao subirem o Pico do Caratuva, no Paraná, nesta terça-feira. O grupo não esperava encontrar uma sensação térmica de -12 graus e fortes vendavais, em uma das madrugadas  mais frias do ano.

No pico, a 1860 metros de altitude, Siclei e seus amigos encontraram um cenário incomum para a região, com gelo, frio e ventos intensos. Ele compartilhou fotos do local nas suas redes sociais:

"A gente já tinha pesquisado um pouco da temperatura, mas não tinha nada falando desse ciclone. Só falava que ia ter o frio de 1 ou 2 graus", contou o guia de montanhas de 36 anos, que pernoitou com os amigos na montanha.

O Pico do Caratuva é o segundo mais alto do Sul do país. O grupo começou a subida às 22h20 da noite e chegou ao topo da montanha por volta de 0h30. A ideia dos amigos de Siclei era, ao alvorecer, filmar imagens aéreas da região com um drone.

No entanto, o cenário no qual eles acordaram tornou o objetivo da subida impossível de ser cumprido. Os fortes ventos impediram ao grupo erguer o drone que tiraria as fotos, e as nuvens escondiam a vista do Pico do Caratuva.

Ao redor do acampamento, o grupo encontrou gelo acumulado sobre plantas e árvores e em uma torre de rádio amador.

"Foi algo inédito. Não é normal. Eu já fui várias vezes em vários invernos e nunca peguei nada parecido", disse.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários