Casimiro faz doação de R$ 30 mil para ajudar cidade de Petrópolis
Reprodução
Casimiro faz doação de R$ 30 mil para ajudar cidade de Petrópolis

O comentarista esportivo e influenciador digital Casimiro Miguel doou R$ 30 mil para entidades que estão dando apoio à população de Petrópolis, município fluminense atingido por  fortes chuvas desde a última terça-feira (15). O Corpo de Bombeiros já confirmou 35 mortos na cidade, e a prefeitura decretou estado de calamidade pública.

Num vídeo publicado no YouTube, Casimiro, de 28 anos, alertou sobre a gravidade da situação e incentivou que seus seguidores compartilhassem notícias sobre o ocorrido e ajudassem os moradores do local, na Região Serrana do Rio.

O streamer carioca, eleito Personalidade do Ano no Prêmio eSports Brasil 2021, ganhou amplo reconhecimento em 2021 por meio de suas transmissões que correm as madrugadas. Nas lives, Cazé mistura comentários sobre cotidiano, futebol, eSports e games em geral a reações a episódios de reality shows e canais de vídeos.

Tragédia em Petrópolis

O forte temporal que caiu na tarde desta terça-feira, dia 15, em Petrópolis, na Região Serrana, provocou um grande desabamento no Morro da Oficina, no bairro Alto da Serra, deixando mortos e soterrados. Imagens gravadas por moradores mostram uma encosta indo abaixo, arrastando construções. Num dos vídeos, pessoas em desespero retiram às pressas crianças de dentro da Escola Municipal Vereador José Fernandes da Silva.

Leia Também

Somente na Rua do Imperador, região Central da cidade, foram encontrados 12 corpos — sendo 11 de mulheres. Agentes da Guarda Civil acompanharam os resgates dos corpos, que estavam presos às ferragens ou ainda submersos no rio.

São poucas as ruas de Petrópolis onde não se encontre ao menos uma marca das fortes chuvas. Em um trecho de poucos metros havia um ônibus, um caminhão e 17 carros amontoados. Além de veículos, era possível ver produtos do comércio local espalhados pelas ruas, misturados à lama.

"A situação é de uma tragédia. O Corpo de Bombeiros tem dificuldade de acessar os locais mais críticos porque há muitos carros, ônibus e abandonados nas ruas. São vários pontos de deslizamento", disse o coronel Leandro Monteiro, secretário estadual de Defesa Civil, anunciando que será montado um hospital de campanha na cidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários