null
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
undefined

Em agenda oficial na manhã desta quinta-feira, na presença de alunos, pais e professores da rede municipal de ensino do Rio, o prefeito Eduardo Paes fez um longo discurso em que reforçou a importância da vacinação das crianças contra a Covid-19 e outras doenças e afirmou, referindo-se aos responsáveis que não vacinam seus filhos, que está “com vergonha, pela primeira vez, de ser prefeito dos cariocas”.

Na companhia dos secretários de Saúde, Daniel Soranz, e de Educação, Renan Ferreirinha, Paes apresentava, em entrevista coletiva realizada na Escola Rodrigo Mello Franco Andrade, no Andaraí, o programa “Vacina na escola”, que fará busca ativa por crianças não vacinadas em unidades da Secretaria Municipal de Educação (SME).

Recado aos pais:

O prefeito ainda aproveitou a oportunidade para falar diretamente com os pais que estão receosos de vacinarem seus filhos:

"A vida inteira, a primeira coisa que a gente fazia ao botar filho no mundo era ir ao pediatra depois de um tempo e vacinar seu filho. A gente se matriculava numa escola: “Cadê a carteira de vacinação do seu filho? Tá completa?”. Com esse negócio da Covid-19, tem um monte de doido que nunca teve palanque para falar basteira, um monte de doido imbecil que fica inventando história sobre a vacina" , disse.

"A gente tem que ter essa consciência de que as pessoas precisam vacinar seus filhos. E eu tô com vergonha, pela primeira vez, de ser prefeito dos cariocas, porque voltamos atrás nesse negócio" , completou.

Leia Também

Paes lembrou ainda que a vacinação foi a causa da erradicação de diferentes doenças que provocavam mortes entre crianças em décadas passadas.

"Tomamos vacina a vida inteira, e elas acabaram com doenças. O que tinha de criança que morria de pólio era uma loucura. De criança que ficava com algum tipo de deficiência… Sarampo, morria gente de sarampo, gente. E a vacina que impediu que as pessoas, principalmente as crianças, morressem de sarampo. Agora vem um monte de maluco, de doido, só dizendo assim, “ah, porque não sei…”. É segura a vacina. Os meus filhos tomaram a vacina" , afirmou o prefeito.

"Os filhos de todo mundo estão tomando a vacina. Inclusive dos imbecis que dizem besteira na internet. Os filhos deles estão vacinados também", completou.

Busca ativa

O 'Vacina na Escola' visa a reverter a baixa adesão à campanha de imunização infantil contra a Covid-19, que alcançou apenas 50% de seu público-alvo até agora.

Nesta quarta-feira, a prefeitura também anunciou que o calendário de vacinação de crianças terá uma repescagem contínua de 45 dias. A busca ativa não será exclusiva para os pequenos que estão sem a vacina da Covid-19: ela envolverá todas as crianças que estão com alguma pendência de imunização.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários