Cratera marginal tietê
Reprodução: cnn
Cratera marginal tietê

Um  desabamento envolvendo as obras do metrô da Linha 6-Laranja na capital paulista deixou uma cratera na Marginal Tietê, nesta manhã de terça-feira (01). De acordo com as autoridades, não houve feridos ou vítimas. As vias e o entorno do acidente seguem congestionados na zona norte de São Paulo.

Segundo imagens, a cratera segue aumentando e tomando conta de três faixas da Marginal Tietê, chegando a pista central sentido Ayrton Senna. Veja como estava a situação na manhã e no final da tarde desta terça-feira.

Buraco marginal metro
Reprodução
Buraco marginal metro


Cratera na Marginal Tietê no final da tarde desta terça-feira
Reprodução: TV Record
Cratera na Marginal Tietê no final da tarde desta terça-feira


A cratera começou a se abrir por volta das 9h da manhã próximo à ponte do Piqueri. Os bombeiros foram acionados e a Marginal Tietê foi bloqueada. Após uma tentativa de reabertura da via, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) voltou a interditar a passagem ao perceber o aumento da cratera. 

O prefeito da cidade de São Paulo, Ricardo Nunes, esteve presente no local do acidente com representantes da Sabesp e da obra do metrô afim de organizar as ações e diminuir os transtornos por conta do desabamento.

Leia Também

Leia Também

Nunes ainda afirmou que a abertura da pista central, onde se encontra a cratera, depende da empresa Comgás, pois é preciso analisar as tubulações de gases que passam pelo subsolo da marginal. 

As empresas Linha Uni e Acciona, responsáveis pela construção da Linha 6-Laranja, afirmaram que a causa do acidente foi o rompimento de uma coletora de esgoto que fica próxima ao poço de ventilação e saída de emergência Aquinos.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) também esteve no local no início da tarde e decretou ação emergencial para obras na Marginal Tietê.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários