Chuvas em São Paulo causam deslizamentos de terra e desabamentos no estado
Divulgação/Governo de São Paulo
Chuvas em São Paulo causam deslizamentos de terra e desabamentos no estado

A Defesa Civil de São Paulo emitiu um novo alerta para tempestades em todo o estado entre esta terça-feira (1º) e quinta (3). O órgão também informou que, devido às fortes chuvas que atingiram a região desde o último final de semana, o solo está encharcado e pode haver mais deslizamentos de terra, desabamentos e enchentes.

As tempestades já deixaram 24 mortos, sendo nove menores de idade. O município com maior número de vítimas é o de Franco da Rocha, com oito óbitos. Hoje, o  Corpo de Bombeiros continua os trabalhos no município em busca das vítimas que ainda estão desaparecidas na região metropolitana de São Paulo.

Além dos estragos e das mortes, há mais de 600 famílias desabrigadas ou desalojadas.

Em caso de emergência, a Defesa Civil informou que os moradores podem acionar o órgão pelo telefone 199 ou chamar os bombeiros, no número 193.

Bolsonaro sobrevoa áreas afetadas

Nesta terça, o presidente Jair Bolsonaro (PL) sobrevoou as áreas afetadas pelas chuvas no estado . O mandatário deixou o Palácio do Planalto por volta das 8h e seguiu para a região paulista.

Leia Também

Após se reunir com prefeitos para discutir a situação, Bolsonaro participou de coletiva e afirmou que o problema não é de hoje, e que faltou "visão de futuro" nas construções.

O ministro Rogério Marinho, que acompanhava o presidente, afirmou que não irá atender o ofício enviado pelo governador João Doria solicitando R$ 470 milhões para obras antienchente e serviços emergenciais. Segundo ele, o país conta com cerca de 26 milhões de habitações irregulares e que esse problema "é fruto de mais de 100 anos de ocupação".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários