Várias cidades mineiras ficaram submersas por conta dos temporais
CORPO DE BOMBEIROS DE MINAS GERAIS/DIVULGAÇÃO
Várias cidades mineiras ficaram submersas por conta dos temporais

As  fortes chuvas que vem atingindo Minas Gerais desde dezembro de 2021, fez com que mais dez pessoas morressem e, ao menos, 104 precisassem deixar suas casas nas últimas 24 horas, entre os dias (10/1) e (11/1).  Até o momento, são 19 mortos.

Segundo a Defesa Civil, as novas mortes ocorreram nas cidades de Ervália, São Gonçalo do Rio Abaixo, Dores de Guanhães, Caratinga e Brumadinho. Ao todo, 145 cidades estão em situação de emergência no estado.

O órgão estadual informou ainda que 82 pessoas ficaram desabrigadas no último dia, totalizando 3.481 atingidos, levando eles a precisarem de assistência do governo para moradia temporária em abrigos.

Outras 22 ficaram desalojadas de ontem para hoje: ao todo, 13.756 pessoas precisaram sair de suas casas, mas não tiveram a residência destruída e estão abrigadas com a ajuda de parentes ou amigos. Desde outubro do ano passado, quando iniciou o período chuvoso, a Defesa Civil contabiliza 19 mortos em razão das enchentes em 12 cidades:

Leia Também

Leia Também

Uberaba - 1 morte ; Coronel Fabriciano - 1 morte ; Nova Serrana - 1 morte ; Engenheiro Caldas - 1 morte ; Pescador - 1 morte ; Montes Claros - 1 morte ; Betim - 1 morte ; Belo Horizonte - 1 morte ; Dores de Guanhães - 2 mortes ; São Gonçalo do Rio Abaixo - 1 morte ; Ervália - 1 morte ; Caratinga - 2 mortes ; Brumadinho - 5 mortes

Os  dez óbitos "decorrentes do  acidente em Capitólio não são computados no balanço do período chuvoso até o encerramento das investigações", afirma a Defesa Civil.


As informações são do UOL. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários