Capitólio: Buscas por fragmentos de vítimas são oficialmente suspensas
Reprodução
Capitólio: Buscas por fragmentos de vítimas são oficialmente suspensas

Após três dias de buscas por fragmentos de vítimas na região do  Capitólio, em Minas Gerais, as atividades de resgate foram oficialmente suspensas. A determinação ocorreu na manha desta terça-feira (11) após uma reunião entre o Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Marinha, Defesa Civil e as prefeituras de Capitólio e São José da Barra.

De acordo com Giuvaine Barbosa de Moraes, coronel do Corpo de Bombeiros, a interrupção nas buscas ocorreu pois os mergulhadores já não encontravam fragmentos das vítimas. No total, haviam 12 profissionais de mergulho e 8 bombeiros nas atividades de buscas dos acidentados.

Ainda assim, os bombeiros seguirão no auxílio das investigações. Os fragmentos visíveis foram retirados doa cânions e, caso haja outros pedaços, estes podem estar presos embaixo das pedras.


Marcos Pimenta, delegado regional de Passos, justificou a medida e afirmou que os trabalhos passarão a ser realizados pela Marinha. "A Polícia Civil está trabalhando na aquisição de um geólogo expert que possa nos auxiliar nas investigações. Queremos não procurar culpados, mas exaurir todo e qualquer questionamento sobre o fato interno. Se, por ventura, no final das investigações a Polícia Civil comprovar que houve algum fato de terceiros, uma ação humana, essa pessoa será responsabilizada".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários