Guarda aponta arma para pessoas que reclamaram de abordagem contra homem negro
Reprodução/redes sociais
Guarda aponta arma para pessoas que reclamaram de abordagem contra homem negro

Um agente da Guarda Municipal (GM) de Curitiba apontou uma arma para pessoas que filmavam uma abordagem contra um homem negro em situação de rua. Os cidadãos gritavam pedindo para que o guarda parasse de agredir o homem.

O caso aconteceu no dia 28 de novembro, mas ganhou força nas redes sociais nesta semana, quando um vídeo da ação foi divulgado. Na gravação, é possível ver dois guardas pressionando o homem contra o chão, enquanto pessoas gritam pedindo para eles pararem.

Quando um mulher grávida se aproxima para tentar impedir a violência policial, ela é empurrada por um dos guardas. Em seguida, um dos agentes aponta uma arma para as pessoas que estão gravando a abordagem, ordenando que elas se afastem.

Ao g1, uma das testemunhas, uma mulher de 26 anos que pediu para não ser identificada, disse que um dos guardas municipais estava com o joelho em cima do pescoço do homem. "Quando eu vi o que estava acontecendo, eu pedi para o meu namorado começar a gravar. Eu vi o rapaz sendo derrubado com uma voadora. Pressionavam o tronco dele contra o chão e um guarda estava com o joelho em cima do pescoço dele. A todo tempo, muito irritada, muito nervosa, eu só pedia para tomarem cuidado com o pescoço dele", relata.

De acordo com a mulher, três pedras de craque foram tiradas da boca do homem rendido. "Um deles[guardas] me mostrou as pedras e disse 'olha aqui quem você está defendendo'. Tentei muito conversar, mas falaram que eu estava tentando fazer show para postar na internet. Inclusive eu gritei bastante, fui muito incisiva, mas em nenhum momento pediram a minha documentação, mas pediram a do meu namorado, que é uma pessoa preta. É complicado", afirma.

Ao g1, a Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito de Curitiba disse, em nota, que determinou a imediata apuração dos fatos, que estão sendo investigados pela Corregedoria da Guarda Municipal.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários