MP quer saber quanto Moro ganhou ao romper com consultoria
Reprodução
MP quer saber quanto Moro ganhou ao romper com consultoria

O Ministério Público (MP) quer ter acesso a todos os documentos relativos ao rompimento do vínculo de trabalho entre o  ex-juiz Sergio Moro e a empresa de consultoria internacional Alvarez & Marsal. O MP solicitou ao Tribunal de Contas da União (TCU) que faça a requisição.

No ofício enviado ao ministro Bruno Dantas, do TCU, o procurador Lucas Furtado pede dados sobre a data do encerramento do contrato e acesso aos "valores envolvidos", ou seja, quanto Moro recebeu de indenização ou algo equivalente.

O ex-ministro de Bolsonaro começou a trabalhar na Alvarez & Marsal em novembro de 2020. A contratação de Moro causou polêmica porque a Alvarez & Marsal é administradora judicial do processo de recuperação do Grupo Odebrecht, o mesmo que Moro julgou e condenou quando estava na magistratura e à frente da Lava Jato.

Atualmente, o TCU já está investigando a contratação de Moro por suposto conflito de interesse. Ao pedir explicações à consultoria sobre a contratação de Moro, Dantas afirmou, no começo do ano, que atos como juiz "naturalmente" contribuíram para a quebra da Odebrecht, hoje em recuperação judicial.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários