Vinte e cinco municípios do estado estão em situação de emergência
reprodução / Twitter
Vinte e cinco municípios do estado estão em situação de emergência

De acordo com a Defesa Civil da Bahia, subiu para 10 o número de mortos devido às fortes chuvas sobre o estado desde a última semana . As consequências das enchentes, que começaram no meio da semana passada, já afetaram mais de 220 mil pessoas, conforme o governo baiano.

Sete mortes já haviam sido confirmadas na noite de ontem e mais três foram identificadas nesta segunda-feira (13). Segundo informações do início desta tarde, ao menos 267 pessoas ficaram feridas e mais de 21 mil precisaram deixar as casas onde moram após o desastre. Além disso, o número de  cidades em situação de emergência subiu para 51.

Minas Gerais também sofre com as enchentes e, de acordo com a última atualização, duas pessoas morreram na semana passada, nos municípios de Engenheiro Caldas e Pescador.

Na Bahia, entre os óbitos confirmados pelo governo estão: duas mortes no povoado de Ribeirão do Caldeirão, zona rural de Amargosa, sendo de uma mãe e uma filha; três em Itamaraju; duas em Itaberaba; e mais três em Macarani, Prado e Ruy Barbosa.

Leia Também

O sul baiano e o norte de Minas sofrem com as enchentes após dias seguidos de chuvas por conta de ciclone tropical que se formou no oceano Atlântico. O prefeito de Camacan, Paulo do Gás (Podemos) disse que estas são as piores inundações dos últimos 35 anos.

As chuvas deixaram 6.371 pessoas desabrigadas e 15.199 desalojadas. Até o momento, 25 municípios da Bahia foram considerados em estado de emergência pelo governo, impactando pelo menos 220.297 vidas.

Nesta segunda, não há nenhum município isolado, de acordo com a Secretaria Estadual de Infraestrutura. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários