Polícia Civil apura as causas do desabamento
Reprodução / TV Globo
Polícia Civil apura as causas do desabamento

A Polícia Civil de Minas Gerais vai investigar a causa do desabamento de dois prédios na rua Gonçalo de Souza Barros, no bairro Jaqueline, na região norte de Belo Horizonte . O desmoronamento da madrugada desta terça-feira (7) deixou dois mortos, entre eles um bebê de um ano e oito meses e o padrasto de 35 anos.

Outras três mulheres ficaram feridas com o desabamento e foram encaminhadas para hospitais da capital mineira, sendo uma delas a mãe da criança. O Corpo de Bombeiros foi acionado pouco depois da meia-noite.

Os prédios eram de três e quatro andares e, de acordo com a Defesa Civil, os imóveis não tinham registros de ocorrências, vistorias ou riscos estruturais no sistema da prefeitura.

Os bombeiros já terminaram o trabalho de buscas, que contou com a ajuda de cães farejadores e não há mais vítimas no local.

Ainda segundo a Defesa Civil, não estava chovendo no momento do acidente e tudo indica que a principal causa do desmoronamento não tenha sido a chuva, mas problemas construtivos.

Além disso, a prefeitura informou que os imóveis eram irregulares, ou seja, não tinham projeto aprovado ou baixa de construção.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários