Susana Dias Batista estava desaparecida desde quarta-feira
Reprodução
Susana Dias Batista estava desaparecida desde quarta-feira

Uma mulher que estava desaparecida desde quarta-feira, 17, foi encontrada morta em uma área de mata entre as cidades de Alambari e Itapetininga (SP), na tarde desta quinta-feira, 18. Familiares faziam buscas às margens da Rodovia Vereador Humberto Pellegrini (SP-268), onde Susana Dias Batista, de 47 anos, havia sido vista pela última vez por dois ciclistas, quando acharam o corpo dela. Ela sumiu após sair do trabalho para almoçar com o veículo da empresa. As informações são do portal G1.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima tinha vários hematomas no rosto e estava usando apenas roupas íntimas. As Polícias Militar e Civil e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram ao local. O corpo de Susana foi recolhido pela funerária e levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Itapetininga. A causa da morte será investigada.

Segundo o boletim de ocorrência, parentes relataram que Susana saiu para almoçar, nesta quarta-feira, com a picape da loja de máquinas e ferramentas onde trabalhava como subgerente, mas não voltou. Horas depois, um colega de trabalho foi informado de que o veículo estava abandonado próximo a um hospital particular da cidade. A caminhonete estava com uma das rodas danificadas e os bancos estavam empurrados para frente, conforme a Guarda Civil Municipal (GCM) de Itapetininga.

Procurada por O DIA, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou que o caso é investigado por meio de inquérito policial instaurado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itapetininga. "Na tarde desta quinta-feira, 18, o corpo da vítima foi localizado em uma área de mata entre as cidades de Alambari e Itapetininga e encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML). As investigações prosseguem para identificar a autoria do crime e esclarecer os fatos", acrescentou em nota.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários