Creche ficou isolada pelos Bombeiros e Polícia Militar após o ataque
Divulgação/Corpo de Bombeiros
Creche ficou isolada pelos Bombeiros e Polícia Militar após o ataque

Uma perícia constatou que o autor do atentado a uma creche em Saudades (SC) em 4 de maio, que deixou três crianças e duas funcionárias mortas , tinha "plena capacidade de entender o caráter criminoso do fato", de acordo com o Ministério Público.

Após  assassinar as vítimas a facadas na Escola Municipal Infantil Pró-Infância Aquarela, o autor do crime também deu golpes de faca no próprio corpo e foi levado em estado gravíssimo a um hospital da região. 

O responsável, um  jovem de 18 anos identificado como Fabiano Kipper Mai, não tinha passagem pela polícia e está preso desde o ocorrido.

O laudo feito pelo IGP-SC (Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina) concluiu que Fabiano tem um distúrbio mental, mas que é capaz de entender as consequências de seus atos.

Caso a Justiça aceite o resultado apontado no documento, ele poderá ser julgado pelo crime. A perícia também informou que  Fabiano apresentava estado mental, emocional e de comportamento "congruentes com capacidades cognitivas à época".

O laudo foi anexado ao processo nessa terça-feira (19) e, agora, cabe à Justiça determinar se Fabiano será ou não julgado pelo Tribunal do Júri, como foi solicitado pelo Ministério Público.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários