Creche ficou isolada pelos Bombeiros e Polícia Militar após o ataque
Divulgação/Corpo de Bombeiros
Creche ficou isolada pelos Bombeiros e Polícia Militar após o ataque

A Justiça aceitou, nesta segunda-feira (24), denúncia contra o jovem de 18 anos que invadiu uma creche em  Saudades-SC em 4 de maio e matou três crianças e duas funcionárias. Acusado por cinco homicídios e 14 tentativas, o réu está preso. Em dez dias, sua defesa deverá apresentar seus argumentos.

O advogado Demetryus Eugenio Grapiglia disse ao portal G1 que pretende argumentar insanidade mental e argumentar que o jovem é "incapaz de entender a ilicitude dos atos dele". Segundo a polícia, no entanto, o agressor disse que sabia o que estava fazendo quando invadiu a escola armado com uma adaga e um facão.

A denúncia do Ministério Público (MP) cita motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas como agravantes do crime, o que pode aumentar a pena em caso de condenação.

Também nesta segunda-feira foram retomadas as aulas no colégio infantil. Com a ajuda dos vizinhos, a escola passou por uma reforma. A sala de aula onde as crianças foram mortas foi demolida e transformada em uma área de circulação.

Além disso, segundo a prefeitura, a partir de agora, todas as escolas municipais de Saudades têm um portão eletrônico e um guarda trabalhando presencialmente.

Você viu?

Relembre o caso

Um jovem de 18 anos invadiu a escola infantil Pró-Infância Aquarela, no dia 4 de maio e matou cinco pessoas com golpes de faca. Em seguida, deu golpes contra o próprio corpo e ficou internado em estado grave no hospital por uma semana. Agora, ele está preso no município de Chapecó.


As vítimas foram a professora Keli Adriane Aniecevski, 30 anos; a agente educadora Mirla Amanda Renner Costa, 20 anos; e os bebês Sarah Luiza, 1 ano e 7 meses; Anna Bela, 1 ano e 8 meses; e Murilo, 1 ano e 9 meses.

Um menino, de 1 ano e 8 meses, foi socorrido ainda com vida após sofrer uma perfuração no pulmão. Após dois dias internado, ele teve alta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários