Presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo assinou nota oficial contra PEC
Reprodução/PSDB
Presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo assinou nota oficial contra PEC


O PSDB decidiu fazer uma espécie de retaliação aos 14 deputados federais que votaram a favor da PEC 135/19 (a do Voto Impresso) , na noite desta terça-feira (10), no plenário da Câmara. A informação é do "Estadão".

De acordo com a publicação, o partido vai conceder um bônus do fundo eleitoral aos 12 parlamentares que votam de acordo com a orientação da legenda - contrária à PEC. Outros cinco deputados se ausentaram e Aécio Neves (PSDB-MG) foi o único a se abster.

Vale lembrar que o governador de São Paulo, João Doria, mais cedo, criticou os 14 parlamentares do PSDB que apoiaram o texto da deputada bolsonarista Bia Kicis (PSL-DF) , que impunha a obrigação do voto impresso nas próximas eleições. "Considero deplorável, seja quem for, de qual partido, apoiar o governo Bolsonaro nessa iniciativa do voto impresso", declarou.


Você viu?

Ontem, o partido soltou uma nota oficial que deixou bem clara a posição da sigla:

"O PSDB confia no sistema de votação brasileiro e tem compromisso firme com aprimoramentos, inovações e segurança do voto. Contribuiu com avanços na segurança e confiabilidade do sistema a partir de consulta sobre a possibilidade de auditoria no sistema eletrônico de votação em 2014, que resultou em seguidas resoluções do TSE que deram ainda mais transparência e segurança ao processo.

Mais recentemente, o TSE, com a resolução 23.603 de 12 de dezembro de 2019, que dispõe sobre os procedimentos de fiscalizações e auditoria do sistema eletrônico de votação, previu as formas de auditagens sugeridas pelo PSDB e incluiu dentro dos agentes fiscalizadores as universidades, o Ministério Público, os partidos políticos, a OAB e as Forças Armadas, entre outros.

Discutir a mudança no sistema de votação partindo da falsa premissa de eleições fraudadas é um desserviço à democracia brasileira. Diante disso, o PSDB fechou questão, em reunião da Executiva Nacional, contra a proposta em discussão na Câmara dos Deputados.

O partido acredita que o sistema pode ser sempre aprimorado, mas não nos moldes que tem sido conduzida atualmente a discussão.

Bruno Araújo
Presidente Nacional do PSDB"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários