Danilo Silva de Oliveira, conhecido como Biu, se entregou à Polícia Civil de São Paulo
Reprodução
Danilo Silva de Oliveira, conhecido como Biu, se entregou à Polícia Civil de São Paulo

Um dos suspeitos de ter ateado fogo na estátua de Borba Gato no mês passado, o motorista Danilo Silva de Oliveira, de 36 anos e conhecido como Biu, teve sua prisão preventiva (sem prazo) decretada pela Polícia Civil de São Paulo . Na última segunda-feira (09), o rapaz se entregou voluntariamente no 11º DP de Santo Amaro. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Biu esteve entre os '12 corinthianos' envolvidos na morte do jovem Kevin Espada, de 14 anos, que faleceu em um jogo da Taça Libertadores da América, em 2013, após ser atingido por um sinalizador naval disparado pela torcida do Corinthians. Danilo ficou 106 dias presos em território boliviano.

Sua prisão foi emitida pela juíza Gabriela Marques da Silva Bertoli, que também solicitou a detenção do motoboy Paulo Roberto da Silva Lima, o Galo , e do motorista Thiago Vieira Zem - proprietário do veículo utilizado para transportar o grupo.


No último mês, Oliveira esteve no distrito policial para prestar depoimento e acabou liberado na sequência. Após ser indiciado, o rapaz deverá responder a um processo judicial.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários