Bolsonaro anunciou uma quantidade muito menor de ministérios que o número de pastas atuais
Reprodução
Bolsonaro anunciou uma quantidade muito menor de ministérios que o número de pastas atuais

O presidente Jair Bolsonaro (sem partidos) anunciou que pretende realizar uma mini-reforma ministerial e, com isso, recriar a pasta do Trabalho . A articulação renderia ao governo federal seu 23º ministério, oito a mais do que o prometido durante a campanha presidencial em 2018. As informações são do portal Metrópoles.

Durante os discursos políticos no pleito de 2018, o então candidato a presidência Jair Bolsonaro prometeu 'enxugar' a máquina pública e reduzir pela metade o número de ministérios da gestão Michel Temer (MDB). Na época, haviam 29 pastas na Esplanada dos Ministérios.

De início, o mandatário iniciou seu governo com 22 ministros, junto com o presidente do Banco Central - que perdeu o status de ministério após sanção da lei que passou a dar autonomia ao órgão.


Ao atender a demanda do centrão, que encontrava-se insatisfeita com o governo federal , Ciro Nogueira, senador e presidente do Progressistas , deverá assumir o ministério da Casa Civil. O atual chefe da pasta, Luiz Eduardo Ramos, deve assumir a Secretaria-Geral da Presidência e substituir Onyx Lorenzoni. Este assumiria a nova pasta do Trabalho , o oitavo ministério além do prometido durante a campanha eleitoral.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários