Incêndio no prédio da SSP-RS, em Porto Alegre
Reprodução/RBS TV
Incêndio no prédio da SSP-RS, em Porto Alegre

Um incêndio atingiu pelo menos três andares e destruiu boa parte do prédio da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP-RS) na noite da última quarta-feira, 14, em Porto Alegre . Algumas estruturas do edifício desabaram. Até o momento, não há feridos, mas dois bombeiros estão desaparecidos. Ainda não há informação do que teria provocado as chamas. Novos desabamentos podem ocorrer no dia de hoje na estrutura.

A informação de que não há feridos foi passada pelo governo estadual. O vice-governador, Ranolfo Vieira Júnior, disse que o edifício foi totalmente esvaziado. "A preservação do que é fundamental, que é a vida humana, está garantida. Foi evacuado o prédio".

O corpo de bombeiros trabalha no local desde a madrugada desta quinta. Dois agentes estão desaparecidos no momento. Os nomes deles não foram divulgados, apenas as patentes foram confirmadas: um sargento e um primeiro-tenente.

Segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do RS, coronel César Eduardo Bonfanti, afirmou na manhã desta quinta-feira, 15, que há riscos de novos desabamentos no local. 

O risco é avaliado e os bombeiros continuam trabalhando para tentar controlar as chamas. "Nós estamos ainda seguindo no rescaldo. O rescaldo é externo, por isso da dificuldade. Nós não temos como acessar até mesmo porque vários andares desabaram e estão até mesmo impedindo o acesso ao prédio", disse Bonfanti.

Você viu?

Incêndio atinge prédio da SSP-RS
Reprodução/RBS TV
Incêndio atinge prédio da SSP-RS

Funcionam na sede da SSP-RS a administração da pasta, o Detran e o serviço de 190. De acordo com o governador do RS, Eduardo Leite, as perícias vão apurar a causa do incêndio e as atividades executadas no prédio serão encaminhadas para outro local.

"Naturalmente, as perícias serão feitas no sentido de apurar as causas do incêndio. Nossa equipe de governo trabalha para dar rápido encaminhamento para evitar solução de continuidade às atividades das secretarias de segurança e de administração penitenciária", afirmou Leite.

- Com informações do G1.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários