Fábio Damon Fragoso da Silva foi preso após ser baleado na perna pelos policiais
Reprodução
Fábio Damon Fragoso da Silva foi preso após ser baleado na perna pelos policiais

O guarda municipal Fábio Damon Fragoso da Silva, que atacou seis pessoas em um bar de Vigário Geral na última segunda-feira (12) , já teve um problema médico em 2012 não especificado, de acordo com a Guarda Municipal (GM). Na ocasião, o fato aconteceu quando Fábio estava trabalhando em Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A GM esclareceu ainda que à época, o guarda não precisou ser afastado do trabalho.

A Polícia Civil trata um possível estado de desorganização mental como uma das linhas de investigação do crime que vitimou seis pessoas. Três delas morreram no local e outras três estão internadas no Hospital Estadual Getúlio Vargas, em estado grave. Damon também está internado. Ele se encontra estável e está sob custódia.

Uma moradora da região, que preferiu não se identificar, contou ao DIA que estava em casa assistindo uma série na televisão quando ouviu o barulho dos disparos. Ela revelou que Fábio chegou atirando. Todas as vítimas se conheciam. O guarda municipal morava em um condomínio na rua que aconteceu o crime.


De acordo com a moradora, houve uma pausa nos tiros, mas depois ainda foram ouvidos mais alguns disparos. "Quando a polícia parou no bar, ele voltou correndo, parou do meu lado, gritou que ia matar todo mundo e começou a atirar contra a polícia", relembrou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários