Bolsonaro teria problemas se a eleição fosse hoje, segundo pesquisas
Reprodução
Bolsonaro teria problemas se a eleição fosse hoje, segundo pesquisas

Um levantamento realizado pelo instituto Quaest Consultoria e Pesquisa, a pedido do banco Genial Investimentos, reafirma os cenários anteriores e mostra a dificuldade que Jair Bolsonaro (sem partido) poderá enfrentar na sua reeleição. Isso porque o capitão do Exército não venceu nenhum cenário de segundo turno nestas pesquisas - e conta com manifestações contra si sendo agendadas por grupos populares .

O ex-presidente Lula (PT) segue na liderança do primeiro e segundo turno das eleições presidenciais de 2022 . Destaque para Ciro Gomes (PDT), que pela primeira vez pontuou dois dígitos na pesquisa.

Caso enfrentasse no segundo turno, Jair Bolsonaro seria derrotado por Eduardo Leite (PSDB), governador do Rio Grande do Sul, por por 38% a 33%. Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde, também levaria a melhor contra seu antigo chefe e o venceria por 37% a 36%.

O único cenário favorável para Bolsonaro, seria contra João Doria (PSDB), governador de São Paulo. Neste caso, foi registrado um empate entre as partes por 38% a 38%.

Você viu?

No primeiro turno, Lula teria 43% das intenções de voto. O presidente Bolsonaro contaria com 28% do eleitorado e Ciro Gomes, 10%. Não foi divulgado a pontuação dos outros candidatos, como Eduardo Leite (PSDB), governador do Rio Grande do Sul; Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado; Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde; e Tasso Jereissati (PSDB-CE), senador da República.

O segundo turno indica um retorno de Lula ao Palácio do Planalto por 54% dos votos válidos. Bolsonaro, derrotado neste cenário, obteve 33% das intenções.


A pesquisa realizada pelo instituto Quaest Consultoria e Pesquisa entrevistou 1.500 participantes moradores dos 27 estados brasileiros. Os questionamentos ocorreram de 1 a 4 de julho. O nível de confiança é de 95% e conta com uma margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários