Amoêdo criticou a
Reprodução
Amoêdo criticou a "falta de unidade" presente no partido Novo

João Amoêdo , um dos fundadores do Partido Novo , anunciou na noite da última quinta-feira (10) que não concorrerá a presidência da República nas eleições de 2022. Em suas redes sociais, o empresário criticou a "falta de unidade" presente na legenda. Confira:


Amoêdo ressaltou que não disputará o pleito nacional pois a "ausência de um posicionamento transparente, firme e célere da instituição, neste processo, demonstrou a falta de unidade do NOVO ."

Em nota, o Novo comunicou que "João Amoêdo repensou e declinou do convite feito pelo partido para que ele fosse pré-candidato a presidência da República. Seguiremos trabalhando na construção de uma alternativa ao bolsopetismo para 2022."


Nas eleições de 2018, João Amoêdo foi o quinto candidato com o maior número de votos - com 2.679.596 votos, ou 2,50%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários