Dr. Jairinho e Monique Medeiros
Foto: Reprodução/G1
Dr. Jairinho e Monique Medeiros

Fotografias obtidas pelo portal G1 mostram o vereador  Dr. Jairinho  e sua namorada, Monique Medeiros, após darem entrada no sistema penitenciário pela morte do filho dela, Henry Borel, de 4 anos.

O vereador está preso no Complexo de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste do Rio de Janeiro e Monique está no Instituto Penal Ismael Silveiro, em Niterói, na Região Metropolitana.

Diretor de presídio entregou sanduíche a Jairinho

Imagens do circuito de segurança da Cadeia Pública José Frederico Marques mostram o diretor da unidade prisional, Ricardo Larrubia da Gama, entregando um sanduíche ao parlamentar no correador da recepção. 

De acordo com imagens adquiridas pelo jornal O Globo, o diretor do presídio apareceu conversando com Jairinho ao entregar o sanduíche. Os dois estavam sentados em um banco e o vereador parece estar sem algemas. As imagens foram registradas este mês. Não é possível saber o dia, mas o horário foi por volta das 15h30.

Você viu?

O Secretário de Administração Penitenciária (Seap), Raphael Montenegro, informou que o lanche era servido a todos os outros presos e que não há indícios de regalias para Jairinho.

Ainda segundo o titular da pasta, não há nenhum procedimento em aberto para investigar as denúncias sobre privilégios recebidos pelo parlamentar na prisão, já que nada foi constatado pois nas imagens das câmeras de segurança da cadeia.

O caso

Dr. Jairinho e Monique podem ser indiciados por homicídio duplamente qualificado e tortura.

De acordo com a versão apresentada pela mãe e pelo padrasto da criança, Henry foi encontrado desacordado na casa onde morava com o casal, no mês passado. Ele já chegou morto ao hospital para o qual foi levado.

Horas antes, a criança havia voltado de um passeio com o pai. Imagens de câmeras de segurança mostram a criança bem, sem qualquer sinal de desconforto nesse momento. A necropsia, no entanto, mostra que o menino sofreu agressões antes de morrer.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários