Deltn saiu em defesa do ex-juiz e da Operação Lava Jato
Wikimedia Commons/Montagem iG
Deltn saiu em defesa do ex-juiz e da Operação Lava Jato

Após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que o ex-juiz Sergio Moro foi parcial na condenação do ex-presidente Lula no caso do tríplex do Guarujá, o procurador Deltan Dallagnol reagiu em defesa do legado da operação Lava-Jato.

Em suas redes sociais, Dallagnol disse que nada apagará fatos e provas da operação e rebateu as críticas contra a operação com ironia: "os R$ 5 bi devolvidos por criminosos confessos aos cofres públicos não cresceram em árvores", escreveu o procurador em seu Twitter.

Você viu?

Dallagnol também discordou de alguns pontos da decisão da corte e disse que os ministros vencidos acertaram. Ao tratar sobre fatos que apontaram a parcialidade de Moro, como a condução coercitiva de Lula pela Lava Jato numa operação em março de 2016, o procurador afirmou que pode-se discordar das decisões, mas afirmou que a mesma não foi decisiva para o resultado do julgamento.

"Simplesmente se seguiu o mesmo padrão das demais decisões proferidas no curso da  operação Lava Jato (...) Por exemplo, a condução coercitiva não foi relevante para a condenação. Com o devido respeito ao STF , acertaram os Ministros vencidos", afirmou o ex-coordenador da força-tarefa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários