Ex-ministro Sérgio Moro, declarado parcial em julgamento do ex-presidente Lula
Agência Brasil
Ex-ministro Sérgio Moro, declarado parcial em julgamento do ex-presidente Lula

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta terça-feira (23) a  suspeição do ex-juiz Sergio Moro no caso do triplex do Guarujá envolvendo o ex-presidente Lula (PT) no âmbito da Lava Jato .

Cármen Lúcia , que mudou o voto, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, foram os ministros da 2ª turma do Supremo que votaram a favor da suspeição. Edson Fachin e Kássio Nunes foram contra.

A decisão representa derrota para Sergio Moro, que agora, teve conduta parcial confirmada em julgamento, e vitória do petista , que além da condenação anulada, vê o responsável por sua prisão ter derrota judicial.

Movimentos políticos, políticos e jornalistas se pronunciaram contra a decisão do Supremo. 

Confira:

Ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta:

Deputado federal Marcel Van Hattem (Novo-RS):


Deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP):


Rodrigo Constantino (Comentarista político da Jovem Pan):



José Maria Trindade (Jornalista da Jovem Pan): 

“Este é o momento mais triste da história jurídica do Brasil. (..) É uma decisão pesada e séria que desmonta a Lava Jato. (...) É um dia triste e vai ficar marcado na história da justiça brasileira como uma mancha. Não se desmonta uma to tao perfeito que foi aplaudido pelo país”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários