Deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), preso por ordem do ministro do STF, Alexandre de Moraes
Agência Brasil
Deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), preso por ordem do ministro do STF, Alexandre de Moraes

A esposa do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), preso por ameaçar ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e por apologia ao AI-5, o ato institucional mais duro do período da ditadura militar, tem cargo comissionado no Instituto de Pesquisas Jardim Botânico, no Rio. As informações são da coluna Ancelmo.com , do O Globo.

Paola da Silva Daniel foi nomeada pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Atualmente, ela ocupa o cargo de diretoria de gestão do Instituto.

A indicação foi feita no dia 16 de outubro, segundo o Diário Oficial da União. De acordo com o Portal da Transparência do governo federal, Paola tem direito a um salário de R $ 5,6 mil.

Apesar de preso, Silveira também continua recebendo salário de R $ 33 mil, além de verbas parlamentares

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários