Daniel Silveira, em defesa na Câmara dos Deputados
Reprodução
Daniel Silveira, em defesa na Câmara dos Deputados

Apesar de preso desde o dia 16 e com processo no Conselho de ética aberto na Câmara nesta terça-feira (23),  Daniel Silveira (PSL-RJ) continua recebendo salários e verbas para o gabinete sem qualquer restrição.

Dentre os gastos para a máquina pública com o deputado , está o salário de R$ 33.763, além de R$ 55.759,97 de cota ao mês para despesas como material de escritório e gasolina, além de uma verba de mais de R$ 110 mil para pagar assessores e funcionários do gabinete.

 Pelo fato de continuar sendo deputado, os benefícios referentes ao cargo são mantidos, Além disso, apesar de estar preso , ainda não é condenado pela justiça.

O processo contra ele instaurado no Conselho de Ética pode levar a perda de mandato, contudo, pode levar meses, ou terminar com punições brandas.

Na última sexta (19), por 364 votos a favor, a Câmara decidiu em votação no plenário que Silveira continuasse preso. Ele continuará detido no Batalhão da Polícia, em Niterói, no Rio de Janeiro, até que o relator do inquérito, Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal ( STF ) reconsidere a situação.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários