Daniel Silveira (PSL-RJ) segue preso no Batalhão da PM, no Rio
Reprodução: iG Minas Gerais
Daniel Silveira (PSL-RJ) segue preso no Batalhão da PM, no Rio

O deputado federal Carlos Laterça (PSL-RJ) revelou no último domingo (21) em vídeo postado nas redes sociais que o seu colega de bancada, Daniel Silveira (PSL-RJ) , admitiu que gravou sem autorização uma conversa com o presidente Jair Bolsonaro.

“Ele me revelou que já tinha feito gravações de algumas pessoas, ele tinha esse mau hábito, se valendo disso para se autopromover. Ele disse pra mim que havia gravado o presidente da República, eu falei ‘meu deus, que homem é esse?”, afirma Laterça, que diz que a confissão ocorreu durante uma viagem feita em 2019, quando a bancada do PSL visitou a China a convite do governo chines.

Felício foi um dos 364 parlamentares que votaram a favor da manutenção da prisão de Silveira na última sexta (19) em votação na Câmara e defendeu o voto: “A Câmara fez o seu papel, a discussão é política. Ele é uma negação”.

Confira o vídeo:


“Eu acho que ele envergonha você, Policial Militar, ele foi expulso da PM”, critica o deputado, que relembra fala de Daniel no vídeo, que ocasionou sua prisão em flagrante, onde se orgulha de ter sido preso “mais de 90 vezes” pela corporação.


“A minha ficha não tem nenhuma anotação, nenhuma mácula em nenhuma das instituições na qual servi e tenho orgulho de ter servido. inclusive prendendo corruptos, traficantes, fraudadores. E o outro se orgulha de ter sido preso.”, comenta Felício Laterça.

    Leia tudo sobre:

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários