Boate onde senador acusado de estupro encontrou modelo é da mesma rede onde Mari Ferrer sofreu abuso
Senado Federal
Boate onde senador acusado de estupro encontrou modelo é da mesma rede onde Mari Ferrer sofreu abuso

Após uma modelo denunciar o senador  Irajá Silvestre Filho (PSD-TO) por estupro, o nome da casa noturna  Café de La Musique ficou mais uma vez em evidência, mas, desta vez, não pelo outro caso que ocorreu no local -  de Mari Ferrer - mas porque o estupro do senador teria começado na casa noturna, só que na unidade de São Paulo.

Irajá Silvestre Filho (PSD-TO) é acusado por uma modelo de 22 anos de tê-la estuprado no último domingo (22).O crime teria acontecido na capital paulista. Um boletim de ocorrência foi registrado pela vítima na madrugada desta segunda-feira (23).

Entenda

Segundo ela, Irajá foi responsável por dopá-la para concretizar o ato sexual. Ela afirmou que o conheceu em um almoço no Jockey Club de São Paulo. Logo depois do encontro, ela e o senador teriam saído juntos para o Café de La Musique. Acompanhada por um amigo de Irajá, ela teria sido dopada enquanto ainda estava na boate. 

Quando ela acordou, estava em um apartamento já sendo abusada por ele. Ainda segundo o boletim de ocorrência, obtido pela CNN Brasil, o senador não usava nenhum tipo de preservativo. Segundo o documento, Irajá dizia frases como: “Agora você é minha” e “estou apaixonado”.

Você viu?

Repercussão 

Na internet, internautas comentaram sobre o caso e acusaram a boate de práticas machistas e preconceituosas. A casa noturna também foi palco do caso Mari Ferrer, que foi estuprada por André de Camargo Aranha, em Florianópolis.





    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários