Frederick Wassef.
Reprodução/TV Globo
Frederick Wassef.

Danielle da Cruz Oliveira, funcionária de uma pizzaria em Brasília que denunciou Frederick Wassef por injúria racial , declarou que o ex-advogado da família Bolsonaro “gosta de humilhar as pessoas”. As informações foram dadas pelo G1 .

De acordo com a atendente de 18 anos, o crime aconteceu no dia 8 de novembro e Wassef chamou a mulher de “macaca” . Danielle lembra, ainda, que em outra ocasião o ex-advogado se recusou a ser atendido por ela.

“Ele falou que não queria ser atendido por mim, porque eu era negra e que eu tinha cara de sonsa e não saberia anotar o pedido dele”, relata Danielle.

A funcionária também disse que o restaurante onde trabalha, a Pizza Hut, deu apoio para que ela registrasse um boletim de ocorrência .

"Eu acho que ele gosta de humilhar as pessoas por ser de alto padrão", afirmou Danielle, em entrevista ao Fantástico.

O ex-advogado da família Bolsonaro nega as acusações. Ele prestou queixa contra Danielle por denunciação caluniosa e declarou que “tudo que essa mocinha disse são mentiras”.

O caso, registrado como injúria racial , está sendo investigado pela 1ª Delegacia de Polícia, na Asa Sul. Três funcionários da Pizza Hut já testemunharam a favor de Danielle.

O delegado Marcelo Portela afirmou que mais uma testemunha e Frederick Wassef serão interrogados esta semana.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários