Hospital
Reprodução/Google Maps
Segundo informações, jovem era abusada há quatro anos por suspeito

Um caso chocante que envolve morte, estupro de vulnerável, agressões e gravidez na adolescência está sendo investigado pela Polícia Civil do Pará. Uma menina de apenas 13 anos, que era "casada" com um homem de 40 e estava grávida de 31 semanas, morreu em um hospital na cidade Medicilândia, no sudoeste do estado, após contrair Covid-19.

Segundo informações da revista Época, denúncias enviadas ao Conselho Tutelar apontam que a vítima vivia junto com o suspeito, era abusada sexualmente há cerca de quatro anos, além de ser constantemente agredida, fisica e psicologicamente, por ele. Nas redes sociais, o casal aparecia em diversas fotos abraçados e com o status de "casados".

Na manhã do último sábado (24), a jovem deu entrada Hospital Municipal de Uruará com sintomas de Covid-19, como febre e dor de cabeça, e estava acompanhada de um homem e uma mulher, que disse ser sua avó, mas não comprovou esta informação.

Ainda de acordo com a publicação, ela precisou ser entubada após a internação e seria transferida para um hospital em Altamira. Porém, durante o trajeto, seu quadro de saúde se agravou e ela foi encaminhada para o Hospital Municipal de Medicilândia , onde acabou morrendo.

    Leia tudo sobre: Gravidez

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários